Improvisação no primeiro dia de aulas


Cerca de 38 mil alunos da rede municipal de Londrina, incluindo os Centros Municipais de Educa√ß√£o Infantil, Ensino Fundamental e Educa√ß√£o de Jovens e Adultos (EJA), voltaram √†s aulas ontem. Devido √† necessidade de contrato emergencial no transporte escolar rural, 241 alunos dos distritos de Irer√™ e Tr√™s Bocas (zona sul) n√£o puderam ir para a escola, j√° que a empresa respons√°vel pelos lotes pediu mais um dia para come√ßar o servi√ßo. Sete empresas s√£o respons√°veis por 14 lotes. 

"Eles nos avisaram que precisariam trocar os pneus. Como √© uma quest√£o de seguran√ßa, adiamos um dia. Mesmo assim, muitos alunos conseguiram ir para a aula, s√≥ os menores mesmo que faltaram", explicou a secret√°ria de educa√ß√£o, Janet Thomas. 

Na Escola Municipal Professora Aracy Soares dos Santos, em Irer√™, de acordo com o diretor Jos√© Aparecido Costa, alguns pais levaram as crian√ßas de carro e at√© um √īnibus que n√£o estava previsto acabou fazendo o transporte. 

Outro contrato emergencial foi para merendeiras e neste primeiro dia a dire√ß√£o de v√°rias escolas se prepararam para servir alimentos que n√£o necessitassem de cozimento, como leite e bolachas. "Sab√≠amos que existia um risco e por isso nos articulamos, solicitando que pelo menos uma merendeira estivesse em cada escola. Funcion√°rios da Educa√ß√£o foram direcionados e outras secretarias tamb√©m ofereceram volunt√°rios." 

At√© o final da manh√£, segundo Janet, todas as funcion√°rias j√° estavam contratadas e a previs√£o √© de que hoje a situa√ß√£o esteja normalizada. A previs√£o da secretaria √© que dentro de 90 dias as duas licita√ß√Ķes estejam conclu√≠das. 

Na Escola Municipal Eduardo Odebrecht, no Distrito de Warta (zona norte), o problema com a merenda foi com v√°rias caixas de leite estragado. "Desconhe√ßo que tenha havido o mesmo problema em outras escolas. O leite estava dentro da validade e j√° foi substitu√≠do, mas as merendeiras est√£o preparadas para lidar com esse tipo de imprevisto", explicou. 

Estrutura 

Muitas escolas tamb√©m come√ßaram o ano letivo com o mato alto. De acordo com a secret√°ria, foi feita uma den√ļncia contra a Companhia Municipal de Tr√Ęnsito e Urbaniza√ß√£o porque a companhia n√£o teria autoriza√ß√£o para cuidar das escolas municipais, apenas das ruas. "Por esse motivo eles tiveram que parar com o servi√ßo nas escolas e agora precisaremos contratar uma empresa terceirizada. Aqui no Caic eu j√° fiquei sabendo que alguns pais vir√£o no s√°bado para fazer a ro√ßagem", disse Janet. 

Neste ano letivo, algumas escolas tamb√©m precisaram fazer adequa√ß√Ķes para receber novas turmas do 5¬ļ ano do Ensino Fundamental. De acordo com a secretaria de Educa√ß√£o, s√£o 198 novas turmas. 

"Retiramos os professores que atuavam em bibliotecas, secretarias e oficinas e levamos para a sala de aula. As escolas tamb√©m precisaram adequar os espa√ßos que antes eram bibliotecas ou salas de inform√°tica para receber os alunos. √Č importante frisar que as bibliotecas ainda existem nas escolas, mas est√£o em outros lugares", ressaltou a secret√°ria. 

A Escola Municipal Carlos Kraemer, na Vila Casoni (Centro), foi um desses casos. "A biblioteca foi transferida para a antiga resid√™ncia do caseiro e a sala foi disponibilizada para os alunos do EI6, que por sua vez cederam sua sala para as turmas do 5¬ļ ano", explicou a diretora Suelan Rodrigues Petrini. 

Janet afirmou que os professores que estavam alocados em outros √≥rg√£os j√° est√£o sendo encaminhados para as escolas. Tamb√©m est√° em an√°lise a cria√ß√£o de novos cargos para professores, para que os aprovados em concurso possam ser chamados. 

Vista Bela 

Segundo a secret√°ria, das 412 crian√ßas do Residencial Vista Bela (zona norte), apenas 160 conseguir√£o vagas em algum centro de educa√ß√£o infantil. "Infelizmente, por falta de planejamento da Secretaria de Educa√ß√£o, 252 crian√ßas n√£o ter√£o acesso a creches. Eu tentarei obter recursos em Bras√≠lia para a constru√ß√£o de mais cinco unidades, quatro no bairro Morada de Portugal, que fica ao lado do Vista Bela, e uma no pr√≥prio residencial, mas na melhor das hip√≥teses, elas demorar√£o no m√≠nimo um ano e meio para ficarem prontas", declarou. 

Uniformes 

Neste ano os alunos n√£o poder√£o contar com a entrega de uniformes pela prefeitura. De acordo com Janet, n√£o h√° or√ßamento dispon√≠vel e as pe√ßas que est√£o lacradas s√£o parte do processo judicial, por isso n√£o podem ser entregues. Tamb√©m n√£o haver√° entrega de kits escolares. "Distribu√≠mos l√°pis e cadernos para as escolas repassarem para os alunos que precisam, como √© feito todos os anos, mas n√£o temos or√ßamento para demais materiais", lamentou. 

Segundo dados da secretaria, são 38.622 alunos da rede municipal, sendo 28.605 no Ensino Fundamental, 1.684 de CMEIs, 5.278 de centros filantrópicos e 3.055 são de Educação Infantil 6 (EI 6- antiga pré-escola).

Fonte: Folha de Londrina