Professores paralisam dia 5 e ameaçam começar novo ano letivo em greve
Data: 28-11-2017

Professores e funcionários da rede estadual de ensino aprovaram estado de greve em assembleia da categoria realizada no sábado (25), em Curitiba. Na reunião, foi aprovado um calendário de mobilizações imediata e assembleia permanente, além da adesão dos profissionais à greve geral, convocada por sindicatos de todos país, no dia 5 de dezembro. Eles também podem começar o próximo ano letivo em greve. 

A categoria reivindica reajuste salarial de 8,53% para servidores aposentados e na ativa; resolução de distribuição de aulas; Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE); equiparação do auxílio-transporte recebido pelos professores, reajuste do vale-alimentação e do pagamento do salário mínimo regional para os funcionários de escola que recebem menos que o mínimo regional; e realização de concurso público para funcionários de escola e professores.

Na última sexta-feira (24), o governador Beto Richa (PSDB) declarou, na inauguração do Colégio Estadual Vista Bela, em Londrina, que não há razão para as constantes ameaças de greves da categoria. "Espero que não aconteça [a greve]. Nós queremos que eles trabalhem, possam ajudar nossa sociedade e chega de greve. Vamos trabalhar. Não sei se teve outro governo que deu tanto reajuste salarial quanto o meu."

Redação Bonde

 

Boletim Eletrônico
Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber nossa newsletter.
Nome:
E-mail: